MINISTRA ROSA WEBER ATENDE AO CHAMADO DA FENAJUFE E REQUISITA ANÁLISE TÉCNICA PARA ADIANTAMENTO SALARIAL!

Fenajufe

A confirmação veio após uma reunião com a Secretaria de Orçamento e Gestão de Pessoas do Supremo Tribunal Federal.

Conforme divulgado em nossas redes sociais, a coordenadora Sandra Dias e os coordenadores Fabiano dos Santos e Paulo José reuniram-se mais uma vez no Supremo Tribunal Federal nesta quinta-feira, 10 de agosto.

Originalmente agendada para um encontro com o diretor-geral, Miguel Piazzi, a reunião ocorreu com os secretários Márcio Kazuaki Fusissava, da Secretaria de Orçamento, Finanças e Contratações (SOFC), e Cícero Rodrigues Oliveira Gomes, da Secretaria de Gestão de Pessoas (SGP) da Suprema Corte.

Durante essa reunião de pauta única, os dirigentes abordaram o pleito da Federação pelo adiantamento da parcela de recomposição salarial, ponto central das demandas apresentadas à ministra Rosa Weber na terça-feira, 8 de agosto.

No decorrer dessa reunião, além da pauta apresentada, a Fenajufe ressaltou que o pedido de adiantamento não difere da proposta original aprovada pelo STF e que os valores já estão previstos no orçamento. A presidente da Suprema Corte se comprometeu, portanto, a solicitar um estudo analítico sobre a viabilidade de atender a essa demanda.

Em 10 de agosto, quinta-feira, os coordenadores foram informados de que o diretor-geral, Miguel Piazzi, já havia dado encaminhamento ao pedido feito pela ministra Rosa Weber.

Os administradores confirmaram que a orientação da Ministra foi para que o estudo fosse conduzido o mais rápido possível, devido à urgência que o assunto demanda. Além disso, de acordo com o secretário de Orçamento e Finanças, Márcio Kazuaki Fusissava, o processo já está em andamento.

Adicionalmente, os secretários destacaram que o Supremo Tribunal Federal em breve emitirá uma posição oficial sobre esse assunto. Estima-se que dentro de quinze dias, uma resposta oficial a esse estudo seja disponibilizada.

Vale ressaltar que a Fenajufe vem defendendo esse adiantamento desde junho. Ao longo desse período, a organização tem dialogado com as principais entidades do Poder Judiciário, Conselhos e Tribunais Superiores, ao mesmo tempo em que tem incentivado ações nos estados. Nas últimas semanas, esses esforços se intensificaram, culminando nas manifestações que ocorreram em Brasília nos dias 9 e 10, em frente ao STF.

Os dirigentes consideraram o resultado da reunião altamente promissor. No entanto, eles instam a comunidade a manter seus esforços de mobilização. Ficou evidente que o progresso nesse ponto da pauta só foi possível graças à pressão exercida pelos trabalhadores do Poder Judiciário em Brasília e nos estados.

Nesse contexto, a Fenajufe reforça sua orientação para a continuação das atividades de mobilização até que o resultado desejado seja alcançado.

SINDJUF/PB com Joana Melo Redação Fenajufe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *