SINDJUF-PB reúne servidores, planeja ações e alerta para o mal que está por vir

Dando continuidade ao Plano de Lutas em prol dos trabalhadores do Poder Judiciário Federal na Paraíba, o SINDJUF-PB promoveu, nesta quinta-feira (27), no TRT da Paraíba, um debate envolvendo temas que afetam diretamente a vida profissional dos servidores.

PAUTA

Na pauta, foram debatidos assuntos ligados à Reforma da Previdência, combate à aplicação do artigo 23 da LRF que prevê a redução de salários e carga horária dos servidores, retirada dos Quintos, GAJ, PCS, entre outras pautas.

“Buscamos ouvir os anseios da categoria, visando leva-los aos Tribunais Superiores, onde teremos reunião na primeira semana de julho em Brasília. Manteremos o nível de debate nos principais tribunais e com as lideranças do Governo na Câmara dos Deputados e Senado Federal. Esperamos a mobilização e participação de todos os servidores, sob orientação do SINDJUF-PB e FENAJUFE, visto que será uma semana decisiva para votação da Reforma da Previdência na Comissão Especial”, destacou o Coordenador de Finanças e Patrimônio, Evilásio Dantas.

O QUE VEM POR AÍ

Conforme explanou o Coordenador Geral do SINDJUF-PB, Marcos Santos, o cenário é sombrio para os servidores do Judiciário Federal.

“Caso seja aprovada essa reforma, da forma como foi proposta pelo Governo Federal, o servidor só tem a perder. Começando pelo aumento da alíquota de contribuição previdenciária (de 11% podendo chegar a 22%), que representa uma REDUÇÃO REAL NO SALÁRIO. Outro ponto que deve atingir a todos são as regras de transição para quem está próximo de se aposentar. Na proposta, o servidor terá a exigência de cumprir 100% do tempo contributivo remanescente. Assim, não teremos outro caminho senão irmos à luta”, revelou Marcos Santos









FONTE: SINDJUF/PB