SINDJUF-PB se manifesta contrário ao fechamento das Varas do Trabalho na Paraíba

O SINDJUF-PB, munido das prerrogativas de defesa dos servidores do Judiciário Federal, se manifesta totalmente contrário ao fechamento das Varas da Justiça do Trabalho nas cidades de Cajazeiras, Picuí, Itabaiana e Mamanguape.

Pautado para a reunião do Pleno, que deve acontecer nesta quinta-feira (16), os coordenadores Marcos Santos e Evilásio Dantas estiveram, na manhã desta quarta-feira (15), em audiência com o presidente do TRT na Paraíba, Wolney de Macedo Cordeiro.

Nesta reunião, os representantes dos servidores, incorporando os anseios da executiva, externaram seu descontentamento com a iminente e real possibilidade do fechamento das Varas do Trabalho nas referidas cidades.

“Fechar as portas das Varas do Trabalho em qualquer município é dar as costas aos trabalhadores que buscam, por meio do Judiciário Trabalhista, solucionar suas demandas. Afora isso, ainda temos o agravante de alterar a vida pessoal e profissional dos servidores, com uma remoção forçada e indesejada”, destacou Marcos Santos, coordenador Geral do SINDJUF-PB.
“As Varas do Trabalho são instrumentos de igualdade entre o capital e o trabalho, onde é buscada a conciliação entre as partes. Extinguir é o mesmo que ceifar essa tão importante mediação nos dias atuais. Somos contra e somos também solidários com nossos servidores, que serão diretamente atingidos com essa medida”, enfatizou Evilásio Dantas, Coordenador de Finanças e Patrimônio do SINDJUF-PB.

Somos mães educadoras, cuidadosas, onde nossos filhos se sentem seguros somente pelo simples fato da nossa presença. Somos também mães firmes e guerreiras e, acima de tudo... SOMOS MÃES DO JUDICIÁRIO FEDERAL









FONTE: SINDJUF/PB