Coordenador Geral do SINDJUF-PB vai à Brasília debater uma saída para efeitos nocivos da MP 873

O SINDJUF-PB Sindicato dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal no Estado da Paraíba, sempre atento às questões que estão diretamente ligadas à categoria dos servidores do Poder Judiciário Federal, deverá participar do debate sobre a Medida Provisória 873 recém editada pelo governo Bolsonaro.

O Coordenador Geral do SINDJUF-PB, Marcos Santos, vai à Brasília nesta quinta-feira (07), participar de uma reunião com os plantonistas e alguns coordenadores da Fenajufe, discutir uma saída para os efeitos nocivos da MP 873.

“Iremos fazer esta viagem por dois motivos. O primeiro e mais importante é debater, na Fenajufe, a saída para evitar os efeitos da MP 873, do governo Bolsonaro, que tenta desarticular todo movimento sindical. O governo quer atacar as Centrais Sindicais e sabe que o caminho mais curto para fazer isso é esvaziar o movimento nos sindicatos. Com isso ele retira a possibilidade do servidor que tem o direito constitucional de se sindicalizar ou não, de pagar a contribuição ou não. Tudo isso são matérias internas da Federação e dos sindicatos, não cabendo ao governo legislar em matéria interna e específica das entidades dos trabalhadores. Ingressaremos com ação no STF para combater esses equívocos do governo Bolsonaro. O segundo ponto de pauta dessa viagem será em São Paulo, já que fazemos parte da comissão organizadora do 10º Congrejufe. Na capital paulista iremos fazer o fechamento dos pacotes de hotel e empresa aérea, destacou Marcos Santos.








FONTE: SINDJUF/PB